19 3491-3000 contato@jcrnet.com.br Rua Bento Dias, 275, Centro, Capivari
Presidente da Câmara, Flávio de Carvalho, fala sobre os 187 anos da cidade 

Presidente da Câmara, Flávio de Carvalho, fala sobre os 187 anos da cidade 

Nestes 187 anos de Capivari, o presidente da Câmara, Flávio de Carvalho concedeu uma entrevista ao JCR e falou sobre a Capivari de sua infância. Confira

Neste ano Capivari esta completando 187 anos. Como a câmara de vereadores tem contribuído para o desenvolvimento de Capivari?

Acredito que fazendo exatamente o papel que lhe cabe, legislando, e fiscalizando a parte orçamentária e financeira  dos Atos do Executivo, sempre colocando, acima de tudo, os interesses da população.

O senhor considera que Capivari avançou tudo o que poderia nestes 187 anos?

Com absoluta convicção, minha opinião pessoal é a de que NÃO avançamos tudo o que poderíamos. Perdemos, através do tempo, inúmeras oportunidades de embarcarmos no chamado “Bonde do Progresso” que por vezes nos visitou.

Uma delas, que posso citar é a saída de Capivari da Região Metroplitana de Campinas, que nos causa dificuldades até hoje.

Como era Capivari de sua infância? O que mais melhorou de lá para cá e o que não existe mais que lhe deixa saudades?

Capivari de minha infância tem meus sonhos de menino, ruas tranquilas, casas de portas abertas, futebol na terra batida, matinês no cinemas Polyteama e Vera Cruz, espaços livres para empinar papagaio (pipas) e namoricos respeitosos.

O que melhorou, na verdade são as possibilidades, principalmente na área da educação. Hoje todas as crianças têm acesso à creches, escolas, merenda, transporte escolar e até material didático. Não tínhamos acesso à quase nada além do curso primário e muitos sequer conseguiam essa oportunidade.

O que me deixa mais saudade é o dia a dia com os amigos, de todas as cores, de todos os credos, que entravam e saiam de minha casa quando minha mãe fazia sopa todas as tardes e, da mesma forma, também tinha acesso ilimitado em qualquer casa de qualquer amigo, não importando a condição social.

Cite um espaço da cidade que o senhor admira e por que?

Creio que, como a maioria dos capivarianos sou apaixonado por nossa Praça Central.

É nosso ponto de encontro, de chegada e de saída, de paixões e emoções, dos eventos, das músicas, dos risos despreocupados de nossas crianças.

Ressalto, também, todo o entorno da Estação Sorocabana, que em breve será mais um ponto de encontro da nossa população.

O que o senhor teria a dizer a todos os munícipes e autoridades que de forma direta ou indireta contribuíram para o desenvolvimento da cidade?

Deixo aqui meu respeito à todos os capivarianos que de alguma forma fizeram, fazem ou farão parte da nossa história. São muitos e não quero esquecer de ninguém.

Cada qual deixou um pouco de si, e o tempo se encarregará de deixar à cada um o registro de sua contribuição.

O que o senhor teria a dizer sobre a importante missão de presidir a câmara municipal de Capivari?

Presidir a Câmara Municipal de Capivari, é antes de tudo a maior honra que já tive em minha vida.

Confesso que é também uma enorme responsabilidade e faço tudo, todos os dias para corresponder às exigências do cargo e expectativa da nossa população.

Também me arrisco à dizer que tenho a consciência tranquila de exercer a função com a dignidade que ela requer.

Teria algo a dizer nestes 187 anos da cidade?

Parabéns Capivari ! Que continue a ser um Recanto Abençoado!

Fechar Menu