19 3491-3000 contato@jcrnet.com.br Rua Bento Dias, 275, Centro, Capivari
Prefeito Rodrigo Proença concede entrevista ao JCR 

Prefeito Rodrigo Proença concede entrevista ao JCR 

No próximo dia 10 de julho, Capivari comemora 187 anos. E para falar nesta data festiva um pouco mais sobre o município, o JCR entrevistou o prefeito da cidade, Rodrigo Proença.

Jornal – Prefeito, no próximo dia 10 Capivari comemora 187 anos. O senhor considera que neste tempo Capivari desenvolveu tudo o que poderia? Por que?

Rodrigo Proença – Nesse tempo Capivari avançou e melhorou o atendimento ao cidadão em todas as áreas. É claro que sempre buscamos a excelência, mas a crise política e econômica que o Brasil vem atravessando nos últimos cinco anos fez com que muitos projetos não evoluíssem como gostaríamos.

Jornal – O senhor está à frente da gestão por cerca de 7 anos. Qual área na sua visão avançou mais neste tempo em que o senhor está à frente da Prefeitura? Por que?

R.P. – Avançamos em todas as áreas e os resultados são reais. Na saúde, destaco a Santa Casa, que nos últimos governos foram marcados com o fechamento de alas essenciais, como a UTI em 2011; e a falta de credibilidade e transparência das gestões anteriores à intervenção. Conseguimos diminuir o deficit financeiro da entidade; ampliar e melhorar a qualidade nos procedimentos cirúrgicos. Acabamos com a falta e a rotatividade de médicos.

Também destaco a reforma, depois de muitos anos, do Posto de Saúde Central e a construção de novos postos de saúde, como o do Engenho Velho e agora, o posto de saúde do Moreto.

Realizamos concurso público para a contratação de novos médicos, para ampliarmos o atendimento da saúde, como ginecologistas, pediatras, que serão contratados nos próximos dias.

Para diminuir a população de animais de rua, realizamos cirurgias de castração nos animais abandonados, através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ),e com a chegada recente do Castramóvel, um trailer adaptado com o investimento de R$120 mil, por meio de Emenda Parlamentar do Deputado Federal Ricardo Izar, e intermédio dos vereadores Valdir da Farmácia e Binga, este número tende a aumentar.

Na área da educação, atingimos o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de 6.5 em 2017, ultrapassando a meta projetada para 2021. Esses resultados são frutos dos investimentos na valorização dos professores, na efetivação de mais de 200 docentes, na manutenção do sistema apostilado Anglo de Ensino, na qualidade de nossa merenda, na entrega de material escolar a todos os alunos da rede municipal.

Na segurança, estamos entre as 15 cidades mais seguras do Estado de São Paulo para se viver. Fazemos investimentos em capacitação e qualificação, assim como a valorização dos guardas e a contratação de novos profissionais, para aumentar o efetivo; adquirimos novas viaturas, foi criado o canil da Guarda; bem como projetos preventivos como o Promad (Programa Municipal Antidrogas), entre outros fatores que fazem de Capivari uma cidade segura.

Na Mobilidade Urbana, diminuímos o número de acidentes no trânsito com grandes investimentos jamais vistos, em semáforos, sinalizações horizontais (de solo) e verticais (emplacamentos). Fizemos o maior programa de recapeamento e pavimentação da história de Capivari.

Criamos em 2013, o PAI (Plano de Ação Imediata) que consiste em diretrizes para preservação de vidas e redução de danos materiais e ambientais decorrentes de possíveis alagamentos associados ao período chuvoso, voltado ao atendimento à população com moradia em áreas de risco de enchentes. A Defesa Civil faz o trabalho de levar informação no que diz respeito à prevenção de alagamentos e orienta as pessoas sobre como devem agir nestes casos, dando assistência para que as famílias se mantenham seguras.

Na área da habitação, entregamos 224 casas populares e aprovamos vários projetos de 2013 a 2018. Neste período, foram 16 loteamentos aprovados com o total de 4.498 lotes, 12 condomínios aprovados com 396 unidades, entre outras aprovações.

Investimos mais de 40 milhões em saneamento básico (troca de 34 kms da rede de água, diminuindo perdas; ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto do Porto Alegre, e a conclusão da ETE do Castelani).

Desenvolvimento Econômico: mesmo na maior crise do país, oferecemos cerca de 34 cursos, nos quais foram entregues 1.648 certificados, do ano de 2016 até o momento, para que as pessoas tivessem a oportunidade de se qualificar aqui na cidade, não precisando buscar esta qualificação fora de Capivari, e estes cursos acabaram por inserir esses trabalhadores nas empresas, no mercado de trabalho.

Mesmo neste cenário de cerca de 14 milhões de desempregados, Capivari teve mais contratações do que demissões nos últimos anos, tendo saldo positivo pelo Caged (Cadastro Geral de Empregos e Desempregos).

Tivemos a chegada de multinacionais, como a MOSB de origem japonesa, a canadense TW, a italiana Ezy Color. A Ferragens Negrão e outras empresas que aqui já estavam instaladas, através da lei de incentivo de isenções fizeram mais contratações, trouxeram maior faturamento para a cidade, ocasionando o aumento da receita e também da geração de empregos.

Jornal – E qual área avançou menos e por que?

R.P. -Todas as áreas avançaram. Mesmo com poucos recursos, como nas áreas de esporte e cultura, ambas as secretarias fizeram e ofereceram várias atividades. Na Cultura, tivemos eventos como a Estação Páscoa, Natal Iluminado, e a Orquestra Filarmônica Bachiana do Sesi SP sob a regência do famoso maestro João Carlos Martins, entre outros. No Esporte, a parceria com o Sesi e a Microsal, resultaram no Programa Atletas do Futuro, que incentiva e oferece a prática esportiva entre nossas crianças e adolescentes; e agora demos início nesta terça-feira (2), às obras de reforma do telhado do Ginásio de Esportes “Ronaldo Zaidan Pellegrini”, o “Ronaldão”. Com o prazo estimado de sete dias (dependendo das condições climáticas, como chuvas), a colocação da manta asfáltica aluminizada no telhado vai trazer vários benefícios, como impermeabilização, evitando infiltrações e goteiras, assim como a redução do aquecimento no verão em até 40%. Além de isolamento térmico, também haverá o isolamento acústico, reduzindo os ruídos.< /strong>

Jornal – O que o senhor considera de mais gratificante em ser prefeito de uma cidade como Capivari?

R.P. – Primeiro, me sinto orgulhoso e me sinto privilegiado de ter sido eleito e reeleito na cidade que nasci. Não há satisfação maior de estar prefeito e participar dos avanços, colocando Capivari entre as 30 melhores cidades do Brasil de pequeno porte para se viver.

Jornal- Há algo que lhe desagrada?

R.P. – Que desagrada não, mas lamento pessoas que preferem denegrir, caluniar e mentir ao invés de trabalhar por uma Capivari melhor.

Jornal – O que Capivari pode esperar do senhor neste tempo que resta de sua gestão?

R.P. – Os capivarianos e todos aqueles que fizeram desta terra sua casa, podem esperar por aquilo que já venho fazendo ao longo de toda a minha gestão, que é de muito trabalho, sempre buscando a melhoria na qualidade de vida dos nossos cidadãos, com mais saúde, mais educação, mais segurança, mais emprego, entre tantas outras conquistas, que fazem a nossa cidade merecer destaque e reconhecimento em toda a região do Estado, como vêm acontecendo. Quero e vou trabalhar com a mesma garra e paixão com a qual assumi o governo municipal e que será assim até o último dia do meu mandato.

Jornal – O que o senhor gostaria de falar aos moradores de Capivari neste aniversário de 187 anos da cidade?

R.P. – A nossa amada Capivari é a terra dos poetas, e da grande Tarsila do Amaral, que foi uma artista revolucionária que apresentou nossa cidade para o mundo, mas principalmente, é a terra de gente trabalhadora e povo acolhedor, que a cada dia, transforma a nossa cidade num lugar melhor para se viver. Nesta data vamos festejar a nossa rica história, e por todas as nossas conquistas, do passado até o momento presente, mas com os olhos sempre direcionados à frente, pensando em mais avanços para o futuro. Parabéns a nossa querida Capivari pelos seus 187 anos!

Fechar Menu