19 3491-3000 contato@jcrnet.com.br Rua Bento Dias, 275, Centro, Capivari
Morador teme acidentes, pede lombada e não é atendido

Morador teme acidentes, pede lombada e não é atendido

Prefeitura autoriza o serviço, mas afirma que no momento está trabalhando em outras demandas

 

Ainda em 2018, um morador do bairro Vila Souza, em Capivari, que preferiu ter sua identidade preservada fez um pedido para instalação de uma lombada na curva na rua Martim Balan. A solicitação foi aceita pela Secretaria de Transportes Públicos e Trânsito (SEMUTRANSP), porém, a execução da solicitação ainda não ocorreu, o que segue preocupando os moradores do bairro.

O trecho em questão tem faixa dupla contínua, porém os carros que trafegam pelo local não respeitam a sinalização, subindo e descendo em alta velocidade e na contramão. Os moradores do local já se queixaram dos riscos, explicando que para sair da garagem é muito perigoso, pois os motoristas que sobem pela via não têm a visão de quem vem à frente, citando ainda, que muitas vezes agem como “guardas de trânsito” a fim de evitar acidentes.

“Ali é risco iminente de acidente, com colisão frontal, pois os carros sobem em alta velocidade na contramão, não respeitando a sinalização. Onde eu moro é um prédio (ponto de encontro dos veículos na rua), e muitas vezes nós temos que fazer o trabalho de guarda de trânsito para evitar acidentes”, relatou.

Para averiguar a necessidade da colocação da lombada foi realizado um estudo pelo secretário responsável, Márcio Minamioka, que constatou os riscos oferecidos, seja para veículos ou pedestres. Deste modo, a lombada já foi autorizada pela Secretaria de Mobilidade Urbana, por conta do ofício 266 de 2018, encaminhado para o setor de Obras.

Com o ofício autorizado, foi entrado em contato com a Engenheira da Prefeitura, Joceli Angelin Cardoso, sendo que ela informou que no momento a Prefeitura não está fazendo a lombada, porque a massa utilizada para a obra é a de tapa-buracos, e, a demanda de ruas esburacadas é grande. Joceli completou afirmando ao morador que a prioridade segue sendo a manutenção das ruas, sem previsão de colocação da lombada.

“Preciso diminuir esta demanda (tapa-buracos) que também está causando acidentes, principalmente de motos. Hoje não saberia falar quando vou conseguir equacionar esta situação”, teria afirmado Joceli.

Vídeos também foram gravados constatando a imprudência dos motoristas e o perigo para quem passa por ali.
A reportagem do JCR segue atenta ao caso.

Fechar Menu