19 3491-3000 contato@jcrnet.com.br Rua Bento Dias, 275, Centro, Capivari
Deficiente visual é preso por pilotar moto embriagado e sem habilitação

Deficiente visual é preso por pilotar moto embriagado e sem habilitação

Homem viajaria 270 quilômetros entre Campinas e Alfenas, mas parou após 170 quilômetros para pedir informações em posto da PRF em Poços de Caldas

 

Um deficiente visual foi preso em Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais, por dirigir embriagado e não portar carteira nacional de habilitação (CNH). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o homem estava em alta velocidade em uma motocicleta, tendo saído de Campinas, no interior de São Paulo, rumo a Alfenas, em Minas, em um trajeto de 270 quilômetros.

O motociclista teve a viagem interrompida, porém, após percorrer cerca de 170 quilômetros. Ele parou em um posto da PRF para pedir informações, e de imediato, pela forma como conduzia o veículo, por volta das 18h30 de quarta-feira, 30, chamou a atenção dos policiais.

Ao verificarem a situação do condutor, de 49 anos, eles constataram se tratar de uma pessoa impedida de conduzir qualquer veículo por ter apenas 8% da visão em um olho e 4% no outro. Além disso, o teste de bafômetro confirmou que ele estava embriagado.

Segundo o policial Breno Ferreira, o etilômetro apontou 0,9 miligrama de álcool por litro de sangue – vinte vezes acima de 0,05 miligrama, quantidade por lei já considerada infração grave.

Perigo. A moto avançou em alta velocidade no posto da PRF na BR-146. “É difícil até imaginar como ele chegou aqui. Ele colocou em risco a própria vida e as de outras pessoas”, falou o policial.

Levado à delegacia, o homem – que teve apenas as iniciais divulgadas (M.M.S.), foi liberado após ser autuado e pagar fiança. No entanto, teve a motocicleta apreendida e responderá por direção perigosa e por conduzir veículo sob efeito de álcool.

Fechar Menu