19 3491-3000 contato@jcrnet.com.br Rua Bento Dias, 275, Centro, Capivari
Aprovado por 8X3 projeto de ampliação de cargos em comissão e funções de confiança para servidores do quadro efetivo

Aprovado por 8X3 projeto de ampliação de cargos em comissão e funções de confiança para servidores do quadro efetivo

Tambuzinho, Mateus Scarso e Denilton Rocha se posicionaram contrários às novas criações.
Foi aprovado na última sessão camarária por 8 votos contra 3 um projeto de lei proposto pelo Poder Executivo sobre a ampliação de cargos em comissão e funções de confiança para servidores do quadro efetivo da estrutura administrativa da Prefeitura Municipal de Capivari.

Entre os cargos criados estão cargos de diretores gerais,  Diretor de Finanças e alterações da estrutura administrativa na Guarda municipal de Capivari além de um cargo para chefia de Departamento de Frota e Transportes.
Em sua justificativa para aprovação do projeto, o prefeito de Capivari, Rodrigo Abdala Proença afirmou que não haverá impacto financeiro em virtude das constantes aposentadorias de servidores de carreira.

“Importante frisar que não haverá impacto financeiro com as criações dos cargos em comissão em virtude de que este mesmo projeto prevê extinção de o cargos em comissão onde diante dessa nova análise da administração podem ser extintos,” justificou.

O vereador Tambuzinho foi um dos vereadores que se posicionou contrário ao projeto e que justificou seu posicionamento.

“Eu sou contra o inchaço da máquina pública. O prefeito está cada vez mais criando cargos e mais cabide de empregos. Ele não tem condição de fazer a folha de pagamento dos funcionários, não está pagando a Santa Casa direito e quer criar novos cargos. Onde ele vai arrumar dinheiro? Sou contra. Eu queria sugerir ao prefeito o contrário: queria que ele fizesse “uma limpa” na Prefeitura para economizar, uma vez que tem muitos cargos que eram para estar desocupados. Sugiro ao prefeito que valorize os concursados pelo menos pagando em dia,” registrou.

Tambuzinho ressaltou ainda que apesar da extinção de alguns cargos a economia parece menor do que o aumento da despesa.

“Ele pode até alegar no facebook  que está extinguindo cargos. Mas pelo que vi está extinguindo cargo pequeno – economizando menos de 11 mil – e aumentando mais de 32 mil em despesas. Estou falando por baixo, porque não deu tempo de analisar. Então é uma vergonha na minha opinião não termos remédio no posto e deixar a cidade a desejar e ele ter a cara de pau de mandar um projeto com a criação de novos cargos. Eu acho um absurdo e considero que a situação financeira do município não é para isso. O cabide de emprego precisa acabar,” finalizou o parlamentar
Antes de se posicionar contrário ao projeto Mateus justificou ser a favor do artigo sétimo que cria cargo para a chefia de transportes e melhorias para a guarda e pediu a votação em destaque dos artigos.

O destaque foi para votação e foi negado por 6X5. “Dessa forma serei contrário ao projeto. Mas é uma situação difícil porque sou a favor de um dos artigos e contra todos os outros. Trata-se de um projeto amarrado,” lamentou Mateus.

Outro parlamentar a se posicionar contrário ao projeto foi o vereador Denilton Rocha.

Fechar Menu